terça-feira, janeiro 26, 2010

MATS MAGNUSSON

Jogou cinco minutos, mas animou a noite. O regresso de Mats Magnusson à Luz, para o Jogo Contra a Pobreza, não passou despercebido a ninguém. Não tanto pelas qualidades, mas mais pela barriga...

Viu-se que não dava para correr (muito), mas também não se esperava tanto: duas das poucas vezes em que tocou na bola, as coisas não correram muito bem. Primeiro, depois de evitar Tymoshuk, colocou mal o pé de apoio e caiu para trás; depois, a tentar receber uma bola, acabou por fazê-lo de joelhos.

Ainda assim, não perdeu o humor e, sobretudo a simpatia e a capacidade para responder em português, tantos anos se passaram desde que deixou Portugal. «Jesus só me deu cinco minutos, a equipa perdeu com isso. Foi falta, naqueles dois lances foi falta, vão lá ver na repetição», comentou, mostrando os lugares das mazelas e referindo que não se deixava castigar pelos adversários. «Eu também dava», disse, levantando um cotovelo e confessando os quilos: «80... e tal».

Mais a sério, o sueco comentou o momento do Benfica: «O Benfica vai ser campeão. Por exemplo, agora vai ganhar por três ou quatro ao V. Guimarães. E eu vou ver.»







Bento, Valdo e Magnusson

Ao lado de Rui Àguas


2 comentários:

opinião própria disse...

É impressionante a transformação ao longo de uma vida... Grande Magnussen...

G! disse...

era o maior como jogador, agora é o maior na horizontal..;-) este homem em forma tinha lugar em qualquer equipa...