sábado, abril 28, 2007

SALAZAR NASCEU HÁ 118


António de Oliveira Salazar
(Vimieiro, Santa Comba Dão, 28 de Abril de 1889 — Lisboa, 27 de Julho de 1970)
foi um ditador português, professor universitário e estadista.


Foi ministro das Finanças entre 1928 e 1932. Entre 1932 e 1968, foi o estadista que dirigiu os destinos de Portugal, com o cargo de Presidente do Conselho de Ministros, equivalente ao de primeiro-ministro. Foi fundador e chefe da União Nacional - partido único durante o Estado Novo - a partir de 1931. Salazar foi o fundador e principal mentor do Estado Novo (1933-1974), substituindo a ditadura militar (1926-1933), tendo exercido também o cargo de Presidente interino da República, mas somente no ano de 1951.
Foi afastado do Governo em 1968 após ser vitimado por um hematoma craneano, que lhe causou danos cerebrais graves, após uma queda, quando passava férias no forte de S. António do Estoril. Segundo o seu barbeiro pessoal, Salazar costumava ser distraído e tinha o hábito de «saltar para as cadeiras». Nesse dia, preparando-se para ler o jornal, caiu onde habitualmente estava uma cadeira, mas que nesse dia tinha sido movida. Américo Tomás então Presidente da República chamou, então, a 27 de Setembro de 1968, Marcello Caetano para substituir Salazar. Até morrer, em 1970, continuou a receber visitas como se fosse ainda Presidente do Conselho, nunca manifestando sequer a suspeita de que já o não era - no que não era contrariado pelos que o rodeavam.

No concurso da RTP Os Grandes Portugueses, Salazar foi a mais votada das personalidades em jogo, com 42% dos votos expressos, (que corresponderam contudo a apenas 0,6% da população actual do país) seguido de Álvaro Cunhal, com 19%, e Aristides de Sousa Mendes, com 13%.

2 comentários:

TOLAS disse...

Adivinha quem faz anos hoje também?? Pois é , o meu pequeno rebento!! Já estás a ver o que cá tenho, não estás?!!

lumadian disse...

vai ser reguila!!!