sexta-feira, fevereiro 29, 2008

UM BOCADO DE FERNANDO PESSOA


Duas horas te esperei

Dois anos te esperaria.

Dize: devo esperar mais?

Ou não vens porque inda é dia?

Toda a noite ouvi no tanque

A pouca água a pingar.

Toda a noite ouvi na alma

Que não me podes amar.

Dias são dias, e noites

São noites e não dormi...

Os dias a não te ver

As noites pensando em ti.

1 comentário:

sp disse...

Passei por aqui e deixo um abraço...