terça-feira, abril 29, 2008

VERGONHOSO!

"TAMBÉM CONSUMI COCAÍNA QUANDO REPRESENTAVA O SPORTING..."

O avançado brasileiro Mário Jardel confirmou ontem ao CM que consumiu cocaína aquando da sua segunda passagem pelo futebol português, quando representou o Sporting [2001-2003]. "Tal como disse na entrevista que dei aqui no Brasil, não usava cocaína enquanto jogava, só nas férias. Na minha passagem pelo Sporting? Sim, também consumi quando representei o Sporting. Mas nunca durante o campeonato", disse ao CM o antigo jogador leonino, mostrando-se aliviado pela sua confissão.


'Sei que o meu passado não é exemplo. Pelo menos esta parte da minha vida. Mas tenho a certeza de que vou voltar a vencer. Assumir o meu problema foi o primeiro passo', adiantou ‘Super Mário’, de 34 anos, deixando ainda um pedido de desculpas: 'Peço perdão aos torcedores do Sporting. Espero que me possam perdoar e que me recordem como o Jardel dos golos e dos títulos.'

Em Alvalade, o avançado formou uma dupla temível com João Vieira Pinto, a quem chegou a chamar de ‘pai’, em alusão às muitas ocasiões de golo que o médio lhe proporcionava. 'Não vi a entrevista e, como tal, não me posso pronunciar sobre o seu conteúdo. No entanto, desejo apenas que ele atinja todos os seus objectivos. O Jardel é uma óptima pessoa, ainda é um excelente jogador e merece uma nova oportunidade no futebol', disse o antigo internacional português.

Já Domingos Paciência, que foi companheiro de Jardel no FCPorto, disse ter ficado 'triste' com estas revelações. 'Vivi momentos muito bons com ele, dentro e fora de campo, pelo que fico triste por saber de tudo isto. Se pode regressar ao que era? Creio que mais importante do que o futebol é recuperar o homem que caiu no abismo. Se assim for, será uma vitória para muita gente', disse o antigo avançado.

2 comentários:

pandora disse...

haverá quem acredite que no mundo do futebol, como do espectáculo, do cinema, televisão, etc, meios onde a fama aparece fácil e convém frequentar sempre os melhores meios e andar invariávelmente com as "melhores" companhias, muitas outras das "estrela" tão idolatradas por nós não consumam cocaína ou outras drogas? Jardel passou do céu ao inferno num ápice, perdeu a família e a companhia dos filhos, além da oportunidade de ter chegado tão longe como as suas capacidades o exigiam. Aos 34 anos teve a coragem de confessar o seu pecado, avisa os jovens para não seguirem o seu exemplo - mesmo que não usasse palavras, o rosto marcado pela droga da vida que levou seria o bastante. Onde páram os outros, os que não ousam tirar a máscara e deixar ver a realidade?

ultra anti jardel disse...

O que eu também ouvi é que ele se deslumbrou com um gajo que lhe fazia uns bons bicos depois dos treinos, antes de ele ir para casa. Não sei se é verdade, mas foi o que ouvi!!!